30.12.12

Violeta C. Rangel (O fumo, os cafés)





O fumo, os cafés, o gajo que te traz de madrugada,
aquele parceiro que escapou, este que vem acordar-te,
as carícias, a coragem, uma manhã com Rimbaud…

Se o que ajuda a viver, o verdadeiro, custa quase nada
porque é tão alto o preço da vida?



Violeta C. Rangel

(Trad. José Colaço Barreiros)



[Canal de poesia]


.