21.9.12

Manoel de Barros (A tartaruga)





A TARTARUGA



Desde a tartaruga nada não era veloz.
Depois é que veio o forde 22
E o asa dura (máquina avoadora que imita
os pássaros, e tem por alcunha avião).
Não atinei até agora por que é preciso andar
tão depressa.
Até há quem tenha cisma com a lesma porque
ela anda muito depressa.
Eu tenho.
A gente só chega ao fim quando o fim chega!
Então pra que atropelar?



MANOEL DE BARROS
Compêndio para uso dos pássaros
(Poesia reunida 1937-2004)
Quasi Edições, 2007

.